Cirurgia minimamente invasiva da coluna: como é feita?

Quando falamos em um procedimento minimamente invasivo estamos nos referindo às cirurgias cuja incisão é menor do que nos procedimentos tradicionais. Pode-se dizer que nesse tipo de procedimento há menores níveis de agressão aos tecidos corporais e melhores e mais rápidas recuperações. A cirurgia minimamente invasiva foi possível de ser desenvolvida em razão do avanço das tecnologias vinculadas à prática médica. Neste artigo abordaremos os procedimentos minimamente invasivos realizados na coluna. Leia mais para obter as informações necessárias sobre o tema! cirurgia minimamente invasiva da coluna

Quais as vantagens desse procedimento em relação ao tradicional?

Dentre as vantagens podemos indicar:
  • Aumento na velocidade de recuperação;
  • Redução nas ocorrências de sangramento;
  • Pouca agressão aos tecidos em comparação com os métodos tradicionais;
  • Menor presença de dor;
  • Taxas menores em relação à infecção;
  • Menor de tempo de recuperação e, portanto, retorno mais rápido para as atividades cotidianas;
  • Cicatrizes e incisões menores.

Quais tipos de procedimentos podem ser feitos de maneira minimamente invasiva?

Dentre os principais quadros tratados podemos indicar:
  • Espondilolistese;
  • Osteofitose;
  • Hérnias de disco cervical e lombar;
  • Estenose cervical e lombar;
  • Fraturas na coluna;
  • Instabilidades da coluna;
  • Dores no cóccix.

Como são realizados os procedimentos minimamente invasivos da coluna?

Podemos indicar três principais técnicas que têm sido utilizadas.

Cirurgia endoscópica

Trata-se de um procedimento que é realizado mediante a projeção de imagens por meio do endoscópio. O endoscópio tem apenas um centímetro de diâmetro. A alta pode ser realizada no mesmo dia do procedimento. Esse tipo de técnica é indicado para descomprimir hérnias de disco. Além disso, também é indicado para estenose vertebral e tratamento em alguns casos de infecção, pois permite a limpeza da área com volumes consideráveis de soro fisiológico.

Artroplastia da coluna

É uma técnica utilizada para substituir o disco presente entre as vértebras da coluna por uma prótese. Essa troca permite com que as vértebras não sejam sobrecarregadas. Essa técnica é indicada para hérnias de disco, dor na região lombar ou cervical e discopatias.

Fixação percutânea

Nessa técnica são instalados fixadores para manter a coluna estável. Esses fixadores são hastes e pinos de metal. Na cirurgia tradicional, todo segmento comprometido seria dissecado. Já na fixação percutânea, ocorre apenas a colocação dos fixadores, sem precisar dissecar.

Infiltrações e bloqueios na coluna

É realizado mediante a infusão de medicamentos em certas regiões da coluna. Para essa técnica são utilizadas agulhas e medicamentos específicos a depender do caso. O paciente é sedado e a alta também pode ser dada no mesmo dia. Essa técnica pode ser utilizada para tratar dor ciática, inflamação, desgastes na coluna, dor na região lombar e também cervical e hérnias de disco. É importante destacar que todo procedimento deve ser orientado e realizado por profissional habilitado e capacitado. Se você precisa de ajuda, procure um especialista! É o médico quem poderá avaliar e diagnosticar corretamente o seu quadro bem como prescrever o curso adequado do tratamento. Não fique em dúvida, busque auxílio médico!

Dr. Fabiano Fonseca

Para realizar agendamentos de consultas, basta clicar neste link. Em nosso blog você pode acompanhar mais novidades em textos informativos!

Preencha o formulário e agende sua consulta

Enviando...

INFORMAÇÕES DO AUTOR:

Dr. Fabiano Fonseca Especialista em Cirurgia da Coluna

Formado em Medicina pela Faculdade de Medicina do ABC, possui especialização em cirurgia da coluna vertebral, medicina esportiva e nutrologia.
Registro CRM-SP nº 120927

Unidades

Core Medical

Siga-nos nas Redes
Telefone

    CRM 120927 | TEOT 11509