Bico de Papagaio

Conhecido cientificamente como osteofitose, o bico de papagaio é uma condição que geralmente afeta pessoas com mais de 40 anos de idade, causando dor intensa nas costas e formigamento nos braços e nas pernas.

Ele refere-se à formação de osteófitos na coluna vertebral. Tratam-se de pequenas saliências ósseas que se parecem com um gancho, semelhante ao bico dessa ave. Daí o nome.

Suas causas são diversas. Entre as mais comuns estão as inflamações locais ou sistêmicas, deposição de íons de cálcio nas áreas inflamadas e a osteoartrite (doença caracterizada pelo desgaste da cartilagem articular e por alterações ósseas).

Além destas causas, existem outras, que também estão relacionadas à formação dos bicos de papagaio. Entre as principais podemos citar estresse, sedentarismo, alcoolismo e má postura.

Mas afinal, como se formam os osteófitos?

Ao longo dos anos, a nossa coluna vertebral vai sofrendo desgaste, o que leva a uma aproximação dos discos invertebrais, ocasionando a formação das estruturas ósseas que chamamos de osteófitos.

Assim, além da idade, a condição é comum em pessoas que têm excesso de peso, que não praticam atividade física regularmente e também em indivíduos que já sofreram traumas na coluna ou que sofrem de doenças reumáticas.

Portanto, para evitar esse problema, recomenda-se manter sempre a postura correta para sentar, andar, dormir, além de evitar muito peso sobre as costas.

Quais são os principais sintomas da condição?

A dor é o sintoma mais comum desta condição. Conforme a doença avança, podem aparecer cansaço excessivo, falta de disposição para caminhar e o mais grave, a perda da sensibilidade. Dessa forma, se não tratada, pode levar a uma paralisia dos membros inferiores.

Como é feito o tratamento para o bico de papagaio?

Antes de mais nada, a condição não tem cura. Contudo, o ortopedista pode indicar alguns tratamentos que podem ajudar a aliviar toda a dor e desconforto.

Além disso, a fisioterapia também ajuda no processo, com o objetivo de melhorar a postura. Em casos graves, o médico poderá indicar cirurgia para corrigir essa alteração.

O tratamento cirúrgico inclui a introdução de implantes ósseos no local do disco comprometido, para estabilização destas estruturas.

Dúvidas sobre o bico de papagaio? Entre em contato com o Dr. Fabiano Fonseca!